O SINDICATO

HISTÓRICO

Com a necessidade da criação de um órgão com representatividade sindical para defender, coordenar e proteger interesses individuais e coletivos da atividade profissional dos policiais federais e servidores administrativos surge, em 22 de agosto de 1989, o Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Departamento de Polícia Federal no Estado de São Paulo (SINDPOLF/ SP).
Desde então, policiais e servidores do Estado contam com um órgão competente e coeso nas reivindicações sociais e trabalhistas, que tem realizado, desde sua fundação, ações que permitem a melhoria contínua das condições de trabalho no Departamento de Polícia Federal, colaborando com o fortalecimento da instituição e realizando as transformações que a categoria profissional deseja e a sociedade necessita.
O SINDPOLF é o único e legítimo representante no Estado de São Paulo de toda a Carreira Policial Federal, composta pelos cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista, Delegado e Perito, bem como pelos servidores administrativos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal.

Após cinco anos como Diretor da Regional do SINDPOLF/SP, na cidade de Santos, o Agente Marco Antônio Oliveira Costa, deixa o cargo. Quem assume a função é o Agente Ricardo de Almeida Batista, que terá como vice o também Agente Daniel Alves Souza e o Escrivão Aroldo Costa como suplente. 

“É importante dar oportunidade para outros colegas se envolverem e trazerem novas ideias. Nós já vínhamos conversando sobre isso já há algum tempo”, comentou Costa. “Entrei no meio da greve de 2012, um período intenso, de muitas atividades e manifestações”, recorda  ele que, por três anos, também foi diretor de Comunicação da Entidade e que atua agora como diretor adjunto do departamento financeiro. “Foi um período de intenso aprendizado”, concluiu Costa. 

O novo diretor é sindicalizado há 20 anos, tempo em que vem acompanhando a atuação do SINDPOLF/SP. “Sempre me mantive informado sobre as lutas empreendidas pelo Sindicato. É interessante a gente poder contribuir com o objetivo de ajudar os colegas e nossa classe”, comentou Batista. “O Sindicato está fazendo tudo o que é possível pela defesa dos direitos dos policiais federais", analisou o novo diretor.