O SINDICATO

HISTÓRICO

Com a necessidade da criação de um órgão com representatividade sindical para defender, coordenar e proteger interesses individuais e coletivos da atividade profissional dos policiais federais e servidores administrativos surge, em 22 de agosto de 1989, o Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Departamento de Polícia Federal no Estado de São Paulo (SINDPOLF/ SP).
Desde então, policiais e servidores do Estado contam com um órgão competente e coeso nas reivindicações sociais e trabalhistas, que tem realizado, desde sua fundação, ações que permitem a melhoria contínua das condições de trabalho no Departamento de Polícia Federal, colaborando com o fortalecimento da instituição e realizando as transformações que a categoria profissional deseja e a sociedade necessita.
O SINDPOLF é o único e legítimo representante no Estado de São Paulo de toda a Carreira Policial Federal, composta pelos cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista, Delegado e Perito, bem como pelos servidores administrativos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal.

De autoria do Senador Anibal Diniz e outros, a Proposta de Emenda à Constituição número 73 de 2013 estabelece a alteração da redação do § 1º do art. 144 da Constituição Federal, para determinar que a Polícia Federal é órgão estruturado em carreira única. O texto da PEC justifica a alteração. 

“A consequência desta alteração será a mudança da estrutura da carreira policial federal, atualmente cindida em duas. A primeira é composta pelos cargos de delegado e perito, mais bem remunerada e com atribuições e responsabilidades de maior porte hierárquico; a segunda, composta pelos cargos de agente, escrivão e papiloscopista. 

A PEC aqui proposta fundirá os cargos citados em uma carreira única, cujos cargos começarão a ser preenchidos a partir dos concursos públicos cujos editais forem publicados após a promulgação desta Emenda Constitucional. Os cargos atuais deverão passar a fazer parte de carreiras em extinção da Administração Pública, nos moldes em que dispuser a lei que regulamentar esta PEC. 

Dessa forma, uma vez ingressando na carreira única, dentro do órgão, cada policial progredirá na carreira de acordo com seus conhecimentos, potencialidades e interesses, bem como de acordo com a conveniência e oportunidade da Administração.”

Para apoiar essa proposição e ler o texto completo,  clique aqui

 

Leia também: 

Presidente do SINDPOLF/SP leva denúncias de assédio moral na Polícia Federal para a Organização Internacional do Trabalho, na Suiça

Departamento Jurídico do SINDPOLF/SP atua em todas as áreas do Direito e com atendimento extensivo aos dependentes

Jurídico do SINDPOLF/SP ganha ação para sindicalizado acusado de falsidade documental

Presidente do SINDPOLF/SP analisa filme Polícia Federal – A Lei é Para Todos e critica tratamento dado pela imprensa aos agentes da lei; veja na íntegra a entrevista concedida ao portal Terra

Além do DPF: Policiais Federais relatam suas experiências como voluntários em trabalhos sociais

Presidente do SINDPOLF/SP dá entrevista ao Diário de S. Paulo sobre filme Polícia Federal – A Lei é Para Todos: “A investigação policial foi muito romantizada”