O SINDICATO

HISTÓRICO

Com a necessidade da criação de um órgão com representatividade sindical para defender, coordenar e proteger interesses individuais e coletivos da atividade profissional dos policiais federais e servidores administrativos surge, em 22 de agosto de 1989, o Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Departamento de Polícia Federal no Estado de São Paulo (SINDPOLF/ SP).
Desde então, policiais e servidores do Estado contam com um órgão competente e coeso nas reivindicações sociais e trabalhistas, que tem realizado, desde sua fundação, ações que permitem a melhoria contínua das condições de trabalho no Departamento de Polícia Federal, colaborando com o fortalecimento da instituição e realizando as transformações que a categoria profissional deseja e a sociedade necessita.
O SINDPOLF é o único e legítimo representante no Estado de São Paulo de toda a Carreira Policial Federal, composta pelos cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista, Delegado e Perito, bem como pelos servidores administrativos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal.

A PF prendeu, em ações distintas, entre a sexta-feira (26/01) e a madrugada desta segunda-feira (29/01), no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, 4 passageiros de voos internacionais com drogas entre seus pertences.

Na sexta-feira (26/01), policiais federais localizaram substância orgânica compactada nas estruturas de uma mala despachada para o voo com destino a Barcelona, na Espanha. O passageiro foi localizado e conduzido à delegacia para acompanhar a realização dos exames periciais em seus pertences. Os peritos localizaram dois quilos de cocaína ocultos em um fundo falso da mala do passageiro. O brasileiro, de 38 anos de idade, foi preso em flagrante.

Uma brasileira de 22 anos aguardava na sala de embarque do voo que partiria no sábado (27/01), com destino a Guiné, país da África, quando foi abordada por policiais federais, que atuavam no porão de bagagens. Os policiais identificaram uma série de volumes suspeitos dentro das quatro malas pertencentes à passageira. Ela foi conduzida à delegacia para realização de perícia em seus pertences. Dentro de suas malas foram encontrados prumos, bobinas e copas de eixo contendo cocaína oculta em seu interior. O volume bruto das 48 peças somou quase 24 quilos, sendo estimado um total líquido de aproximadamente 8 quilos da droga.

No domingo (28/01), policiais federais que fiscalizavam os passageiros na fila do check-in de voo com destino a Cotonou, cidade do Benim, perceberam o nervosismo de uma mulher, nacional da Guatemala, ao perceber a aproximação deles. A passageira, 31 anos, foi entrevistada e teve suas malas revistadas. Os policiais encontraram dentro das embalagens de 12 camisas sociais um volume superior a três quilos de cocaína.

Na madrugada desta segunda-feira (29/01), um homem, nacional da Bulgária, 51 anos, foi preso ao tentar embarcar em voo com destino a Guiné, levando dentro de sua mala 187 embalagens de pó descolorante para cabelos, cujo conteúdo era cocaína. O volume total apreendido com o passageiro somou dezesseis quilos de cocaína.

Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais onde permanecerão à disposição da Justiça, respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Fonte e fotos: Comunicação Social/Delegacia Especial no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos/ Superintendência da Polícia Federal em São Paulo