O SINDICATO

HISTÓRICO

Com a necessidade da criação de um órgão com representatividade sindical para defender, coordenar e proteger interesses individuais e coletivos da atividade profissional dos policiais federais e servidores administrativos surge, em 22 de agosto de 1989, o Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Departamento de Polícia Federal no Estado de São Paulo (SINDPOLF/ SP).
Desde então, policiais e servidores do Estado contam com um órgão competente e coeso nas reivindicações sociais e trabalhistas, que tem realizado, desde sua fundação, ações que permitem a melhoria contínua das condições de trabalho no Departamento de Polícia Federal, colaborando com o fortalecimento da instituição e realizando as transformações que a categoria profissional deseja e a sociedade necessita.
O SINDPOLF é o único e legítimo representante no Estado de São Paulo de toda a Carreira Policial Federal, composta pelos cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista, Delegado e Perito, bem como pelos servidores administrativos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal.

O livro “Linha Vermelha” é o 4° livro do APF Sandro Araujo que, desta vez, traz o romance policial, como característica de sua literatura. Sem heróis, vencidos ou vencedores, o autor reflete em sua escrita um pouco do seu trabalho, seu mundo e sua visão social. O livro trata de pessoas comuns, em seu dia a dia, que trafegam por uma das vias mais perigosas do Rio de Janeiro.

As páginas do livro “Linha Vermelha” remonta para o leitor, com detalhes em sua descrição, uma narrativa multifacetada da tentativa de assalto na Linha Vermelha. O leitor verá página após página uma descrição realista de um assalto na ótica dos personagens, que são pessoas de classes diferentes. São cinco vidas, cinco mundos que se cruzam em um momento extremo de violência urbana, em uma via expressa. Através deste assalto o destino dos cinco personagens será alterado para sempre.

O leitor vai perceber que a violência tem finais diferentes, dependendo da classe social e das condições financeiras dos envolvidos. Um romance que beira a realidade do nosso cotidiano no Rio de Janeiro e será lançado amanhã (04/08), no Teatro Municipal de Niterói, que fica na rua XV de novembro 35, Niterói, a partir das 20:00hs, na sala Carlos Couto. 

SSDPFRJ